quinta-feira, 24 de julho de 2008

II ENCONTRO A DISTÂNCIA - Reflexão do texto Repensando a avaliação - Turma 2

Leia o trecho retirado do texto de César Nunes:
[...] um grupo da Faculdade de Educação de Harvard acredita que o objetivo maior do ensino oferecido por ele deve ser o “Ensino para a Compreensão” (WISKE, 1998).
Para nós, educadores, quais são os objetivos de aprendizagem que temos em nossa disciplina? Será que já refletimos sobre o comportamento do aluno que compreende, total ou parcialmente, ou que não compreende o que estamos vivenciando com ele?
Reflita e socialize suas idéias neste ambiente.

14 comentários:

Rita de Jesus disse...

Acompanhando a educação nos últimos anos, percebe-se a necessidade de reestruturação do sistema educacional, especificamente no que diz respeito a avaliaçao, já que no cotidiano procuramos enovar na metodologia, mas deixamos a desejar na medida que avaliando tradicionalmente.O texto Repensando a Avaliação de Cesar Nunes nos chama atenção para os novos parâmetros e diretrizes que muito vem a contribuír para refletirmos sobre como avaliarmos de forma qualitativa, considerando alguns instrumento (ainda pouco utilizados e os educadores ainda necessita de conhecer melhor a respeito deste) porém a educução, hoje requer habilidades e competências que na prática mostre que o educando compreendeu e aprendeu, podendo usar estes conhecimento em situções concretas de seu cotidiano.

José Luís disse...

A avaliação do nosso sistema escolar esboça uma representação capitalista e, como "o processo de repensar a avaliação não é feito indissociável do processo de repensar a educação"(cesar Nunes). Ainda temos que enfrentar problemas quanto a veracidade dos resultados obtidos. Porque mesmo diante do uso da tecnologia não temos "instrumentos eficazes em avaliar de fato a capacidade do aluno"(Cesar Nunes).Repensando a situação do professsor quanto ao nosso sistema de avaliação, podemos sentir que em nada(com exagero) facilita a vida do professor. E, que o coloca sempre em situação desconfortável quanto aos resultados(culpa). Diante dos questionamentos e colocações de Cesar Nunes como da inclusão e utilização de software como material pedagógico, esperamos, nesse contexto, seja incluído novos formatos de avaliação com maior inferência no processo de avaliação escolar.

Anônimo disse...

O texto: " Repensando a Avaliação", de César Nunes, questiona as práticas educacionais utilizadas nessas últimas décadas e evidencia a urgente necessidade de mudanças, principalmente na forma como são aplicadas os testes avaliativos no processo de apredizagem. Aos olhos do autor, há uma carência da criação de instrumentos que possibilitem o desenvolvimento das habilidades de valores e competências do qual depende a formação dos estudantes. Destaca a importância da aprendizagem báseada na avaliação da capacidade de resolução de problemas, que apresentam não uma única resposta através de um só caminho, mas problemas que levam o aluno a pensar novos caminhos, caso não obtenha sucesso. Segundo o autor, o uso da tecnologia vem favorecendo para que o aprendiz se aproxime da realidade atual, a chamada Era do Conhecimento, onde se entende que prepar o cidadão significa dizer que o aluno precisa "aprender a aprender" ou seja aprender a ser, através da sua conscientização, do seu empenho de sua abertura para a transformação. Em resumo o texto cita vários meios de colaboração que possibilita a construção do conhecimento coletivo, o processo de sugestão de idéias, elaboração de hipótese que auxiliam tanto na construção do conhecimento, quanto de avaliação.

Carmelita Pessoa disse...

O texto: " Repensando a Avaliação", de César Nunes, questiona as práticas educacionais utilizadas nessas últimas décadas e evidencia a urgente necessidade de mudanças, principalmente na forma como são aplicadas os testes avaliativos no processo de apredizagem. Aos olhos do autor, há uma carência da criação de instrumentos que possibilitem o desenvolvimento das habilidades de valores e competências do qual depende a formação dos estudantes. Destaca a importância da aprendizagem báseada na avaliação da capacidade de resolução de problemas, que apresentam não uma única resposta através de um só caminho, mas problemas que levam o aluno a pensar novos caminhos, caso não obtenha sucesso. Segundo o autor, o uso da tecnologia vem favorecendo para que o aprendiz se aproxime da realidade atual, a chamada Era do Conhecimento, onde se entende que prepar o cidadão significa dizer que o aluno precisa "aprender a aprender" ou seja aprender a ser, através da sua conscientização, do seu empenho de sua abertura para a transformação. Em resumo o texto cita vários meios de colaboração que possibilita a construção do conhecimento coletivo, o processo de sugestão de idéias, elaboração de hipótese que auxiliam tanto na construção do conhecimento, quanto de avaliação.

Ozeni Guimarães disse...

O texto: " Repensando a Avaliação", de César Nunes, questiona as práticas educacionais utilizadas nessas últimas décadas e evidencia a urgente necessidade de mudanças, principalmente na forma como são aplicadas os testes avaliativos no processo de apredizagem. Aos olhos do autor, há uma carência da criação de instrumentos que possibilitem o desenvolvimento das habilidades de valores e competências do qual depende a formação dos estudantes. Destaca a importância da aprendizagem báseada na avaliação da capacidade de resolução de problemas, que apresentam não uma única resposta através de um só caminho, mas problemas que levam o aluno a pensar novos caminhos, caso não obtenha sucesso. Segundo o autor, o uso da tecnologia vem favorecendo para que o aprendiz se aproxime da realidade atual, a chamada Era do Conhecimento, onde se entende que prepar o cidadão significa dizer que o aluno precisa "aprender a aprender" ou seja aprender a ser, através da sua conscientização, do seu empenho de sua abertura para a transformação. Em resumo o texto cita vários meios de colaboração que possibilita a construção do conhecimento coletivo, o processo de sugestão de idéias, elaboração de hipótese que auxiliam tanto na construção do conhecimento, quanto de avaliação.

Pessoa Neto disse...

O texto: " Repensando a Avaliação", de César Nunes, questiona as práticas educacionais utilizadas nessas últimas décadas e evidencia a urgente necessidade de mudanças, principalmente na forma como são aplicadas os testes avaliativos no processo de apredizagem. Aos olhos do autor, há uma carência da criação de instrumentos que possibilitem o desenvolvimento das habilidades de valores e competências do qual depende a formação dos estudantes. Destaca a importância da aprendizagem báseada na avaliação da capacidade de resolução de problemas, que apresentam não uma única resposta através de um só caminho, mas problemas que levam o aluno a pensar novos caminhos, caso não obtenha sucesso. Segundo o autor, o uso da tecnologia vem favorecendo para que o aprendiz se aproxime da realidade atual, a chamada Era do Conhecimento, onde se entende que prepar o cidadão significa dizer que o aluno precisa "aprender a aprender" ou seja aprender a ser, através da sua conscientização, do seu empenho de sua abertura para a transformação. Em resumo o texto cita vários meios de colaboração que possibilita a construção do conhecimento coletivo, o processo de sugestão de idéias, elaboração de hipótese que auxiliam tanto na construção do conhecimento, quanto de avaliação.

Rajane Lúcia disse...

O texto: " Repensando a Avaliação", de César Nunes, questiona as práticas educacionais utilizadas nessas últimas décadas e evidencia a urgente necessidade de mudanças, principalmente na forma como são aplicadas os testes avaliativos no processo de apredizagem. Aos olhos do autor, há uma carência da criação de instrumentos que possibilitem o desenvolvimento das habilidades de valores e competências do qual depende a formação dos estudantes. Destaca a importância da aprendizagem báseada na avaliação da capacidade de resolução de problemas, que apresentam não uma única resposta através de um só caminho, mas problemas que levam o aluno a pensar novos caminhos, caso não obtenha sucesso. Segundo o autor, o uso da tecnologia vem favorecendo para que o aprendiz se aproxime da realidade atual, a chamada Era do Conhecimento, onde se entende que prepar o cidadão significa dizer que o aluno precisa "aprender a aprender" ou seja aprender a ser, através da sua conscientização, do seu empenho de sua abertura para a transformação. Em resumo o texto cita vários meios de colaboração que possibilita a construção do conhecimento coletivo, o processo de sugestão de idéias, elaboração de hipótese que auxiliam tanto na construção do conhecimento, quanto de avaliação.

Franco Cleidson disse...

O texto fala sobre vários processos de avaliação relata que o processo ideal é aquele em que o professor não avalia somente o estágio final (prova), e sim avalia todo o desenvolvimento do aluno, desde o que ele entende pelo título do assunto, até os processos avaliativos habituais, estimulando sempre o aluno a descobrir ou formular seus conceitos. O professor terá o papel de direcionar e estimular os pensamentos do aluno de modo a fazer com que ele mesmo chegue aos conceitos corretos sobre o determinado assunto, fazendo com que dessa maneira o aluno visualize melhor a aplicação do assunto no seu dia a dia.

Francileide Martins disse...

O texto relata a importância do repensar fundamental em relação aos métodos de avaliação colocados aos alunos.
Novos instrumentos e formas de avaliação devem ser implementados na educação, como por exemplo a utilização de computadores e internet, que propocionam o aluno a capacidade de desenvolver suas habilidades e formar um pensamento crítico.
Dessa forma, as formas tradicionais de avaliações (testes, provas, acertou-errou)
devem ser repensadas e reformadas no intuito de melhor facilitar a aprendizagem e o ensino, obtendo alunos formadores de opinião através da colaboração das ferramentas eletrônicas e da presença do professor detectando as dificuldades dos alunos e os levando ao melhor caminho, o do conhecimento.

Maria Madalena Lopes disse...

Vimos que avaliação vista, dentro de uma ótica estreitamente cognitiva, de como as pessoas aprendem e pensam (...) caracteriza uma concepção de ensino aprendizagem diversa, da qual deveria ser repensado no sistema avaliativo educacional, fazendo aqui valer, o processo teoria e prática, onde objetivamos dados não quantitativos mais qualitativos. (Já na referência da avaliação aprendizagem, segundo BOUD; FELLETTI, 1998). São utilizados com freqüência, problemas de modo geral, relacionados a diferentes soluções, que permite diferentes interpretações, isso já nos mostra o quanto à tecnologia articula os problemas dinâmicos desse eixo temático. Dentro deste contexto avaliativo da educação (errou/acertou) o nosso alunado, evidência, metas, ações diferenciadas, ao o uso de feedbacks... E outros. Permitindo assim aos mesmos ter Exames em larga escola. Pois essa postura desenvolve a conscientização do próprio aluno, para a auto-avaliação. Da ir custamos neste estudo,que o método mais viável é a capacidade de trabalhar colaborando uns com os outros,deixando fluir os quatros pilares da educação,..aprender..aprender..aprender a ser...etc.Até porque esse tipo de instrumento demonstra a valorização desse trabalhar cooperativo.

Maria José de Araújo disse...

Vimos que avaliação vista, dentro de uma ótica estreitamente cognitiva, de como as pessoas aprendem e pensam (...) caracteriza uma concepção de ensino aprendizagem diversa, da qual deveria ser repensado no sistema avaliativo educacional, fazendo aqui valer, o processo teoria e prática, onde objetivamos dados não quantitativos mais qualitativos. (Já na referência da avaliação aprendizagem, segundo BOUD; FELLETTI, 1998). São utilizados com freqüência, problemas de modo geral, relacionados a diferentes soluções, que permite diferentes interpretações, isso já nos mostra o quanto à tecnologia articula os problemas dinâmicos desse eixo temático. Dentro deste contexto avaliativo da educação (errou/acertou) o nosso alunado, evidência, metas, ações diferenciadas, ao o uso de feedbacks... E outros. Permitindo assim aos mesmos ter Exames em larga escola. Pois essa postura desenvolve a conscientização do próprio aluno, para a auto-avaliação. Da ir custamos neste estudo,que o método mais viável é a capacidade de trabalhar colaborando uns com os outros,deixando fluir os quatros pilares da educação,..aprender..aprender..aprender a ser...etc.Até porque esse tipo de instrumento demonstra a valorização desse trabalhar cooperativo.

auciélia disse...

Os critérios que utilizamos para avaliar dependerão do processo de ensino-aprendizagem. Na sociedade atual, na qual o conhecimento é muito vasto, para que nosso aluno esteja preparado para ser um cidadão crítico, atuante e capaz de participar do processo de tomadas de decisões é necessário, como enfatiza o texto repensando a avaliação de César Nunes, a conscientização do próprio aluno sobre o que sabe, o que não sabe, sobre como sabe, como aplicará o que sabe. Para avaliar o aluno nesse contexto temos que acompanho-lo em cada uma dessas etapas identificando se os objetivos de cada uma delas foram alcançados. O instrumento pelo qual iremos detectar o sucesso ou não dessa relação ensino-aprendizagem não pode se resumir à resolução de questões propostas, podemos deixar nossos alunos livres para expor da maneira que mais lhe convém a sua criatividade o que foi compreendido e orienta-los para aplicar esse conhecimento a situações semelhantes. No entanto, muitas vezes nós professores nos detemos os métodos de avaliação tradicional, devido a fatores como:carga horária limitada, como em Biologia temos apenas 2 h\ aulas em cada turma e salas superlotadas.

Lizandro José disse...

Realmente, o texto: "Repensando a Avaliação"(Cesar Nunes), nos instiga a uma questão já bastante discutida no meio educacional, uma vez que, a educação tem que enfatizar ou levar o educando a compreensão e não a mera e mecânica memorização de conteúdos estanques à sua realidade!

Erivânia Nóbrega disse...

O texto "Repensando a avaliação" de César Nunes veio nos fazer repensar algo já bastante discutido, o questionamento sobre as práticas educacionais, fato que impulsiona a um planejamento das ações do professor, bem como o aperfeiçoamento de seu trabalho que refletirá na interação professor x aluno, resultando em um ensino-aprendizagem de forma satisfatória.

Erivânia Nóbrega Turma 02