domingo, 13 de julho de 2008

I ENCONTRO A DISTÂNCIA - Reflexão do texto Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, criação e conhecimento (Walter Spinelli) Turma 11

De acordo com Walter Spinelli, um objeto virtual de aprendizagem pode se constituir numa situação favorável para o aluno chegar ao cume da pirâmide informacional, criada por Machado. Tendo em vista os argumentos de Spinelli para esta afirmação, reflita sobre outras situações de aprendizagem que você vivenciou que tenham proporcionado efeito semelhante. Compartilhe suas reflexões com o seu grupo, aqui no blog.

15 comentários:

Francisco Francenildo da Silva disse...

Caros Colegas Professores da Rede Estadual de Ensino, entendi que objeto virtual de aprendizagem pode ser qualquer entidade, digital ou não digital, que possa ser utilizada, reutilizada ou referenciada durante o aprendizado em que os objetos possam ser armazenados para consultas ou exibições futuras, onde o professor pode simular não apenas um ambiente no computador, mas múltiplos estágios de uma atividade de ensino sem necessariamente manipular um material concreto e desta maneira, reduzir custos e tempo de produção, além de possibilitar a reutilização total ou parcial sob abordagens pedagógicas com abrangências diferentes em relação a turma ou em relação a um único aluno. O que faz o aluno agilizar o fazer e desfazer ações, reconstruindo seu sistema de significação, de forma que o usuário possa interagir com alguma liberdade na condução da aprendizagem conforme seus conhecimentos e características cognitivas pessoais. (franciscofrancenildo@hotmail.com)

Pedro Rodrigues disse...

O texto - Os Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, Criação e Conhecimento, do Walter Spinelli, nos remete a uma ótima reflexão de nossa prática docente. O mesmo traz um enforque especial quanto às situações de aprendizagens de nossos alunos confrontando com os ambientes virtuais de aprendizagens de que os recursos tecnológicos da modernidade nos propiciam.
Na minha prática docente tenho testemunhado muito do que o texto nos coloca; nossos alunos enfrentam problemas similares ao nosso tempo, porém precisamos compreender que o mundo informatizado como se encontra, obriga a todos nós professores e alunos a estarem em estreita sintonia de laços, rumo a uma aprendizagem, adquirida através do diálogo constante e consciente em que essas duas entidades basilares precisam estar.
Tenho buscado em minhas aulas de Matemática e Física interagir de forma dinâmica, até como forma de quebrar a dura imagem que essas disciplinas têm causado na alma dos nossos discentes durante anos de história. Através de projetos interdisciplinares buscamos aprimorar, elastecer, aprender, criticar, opinar, discordar em cima de temas relevantes e até a nosso ver irrelevantes sobre situações diárias enfrentadas pelos nossos alunos ou por curiosidades dos mesmos, e assim os alunos apresentam tais projetos da forma como suas imaginações apontam, claro que tento também orientá-los. E observo que tais trabalhos são na verdade muitos proveitosos, os alunos se esforçam para alcançarem juntos os objetivos tanto do grupo quanto da orientação vinda do professor.
As aulas de campo também são sempre bem vindas, nesse sentido os alunos são colocados a observarem o mundo ao seu redor e fazer um gancho com conteúdos trabalhados em sala de aula, procurando também intervir no tocante a possíveis modificações deste ambiente para o bem próprio e de todos e principalmente do nosso planeta.
pedro_prof.uab@hotmail.com
Bom dia a todos e até o próximo encontro.

Antônio Eudes Xavier de Queiroz disse...

Walter Spinelli em seu texto: Os objetos virtuais de aprendizagem:ação, criação e conhecimento mostra uma situação defendida por Machado para se atingir o cume da "pirâmide informacional". Esta pirâmide tem sua base na mostra de dados quantitavos e qualitativos seguido por aquisição de informações para se chegar ao conhecimento.Entretanto o topo da pirâmide só é atingido se o ser humano(aluno) conseguir a inteligência,segundo Machado,que é a capacidade de projetar e sem esses projetos e sonhos o indivíduo se encaminha para a "morte".
Para Spinelli um objeto virtual de aprendizagem é um recurso digital reutilizável que auxilia na aprendizagem de algum conceito e , a ao mesmo tempo, estimula a criatividade e a imaginação.
Fica evidente que cada um de nós cursista já vivenciou situações em sala de aula que tenham levado o aluno a estimular sua criatividade e imaginação.Como exemplo, temos a utilização de um vídeo.
Embora o termo virtual nos remeta a idéia de computador ligado a internet não significa que as escolas que não possuem tal ferramenta não possam utilizar outros objetos ou métdologias que propiciem aos alunos atingirem o topo da pirâmide.
Assim buscar alternativas estimulantes e criativas de aprendizagem pode se constituir como o atual paradigma do ensino.
O uso dos recursos virtuais de aprendizagem contribui de forma sinificativa para a aquisição de conhecimento dos nossos alunos.
Boa sorte a todos.

Glicério de Oliveira Neto disse...

Conforme o texto Os Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, Criação e Conhecimentos de Walter Spinelli, percebe-se que há necessidade de uma reflexão pelos professores, ao sistematizarem suas próprias aulas: propondo atividades que possam auxiliar aos alunos na assimilação dos conceitos temáticos das diversas áreas de conhecimentos. Pois é preciso que o professor reflita ao planejar suas aulas e pesquise informações reais, que sirvam de conhecimento e fortalecimento para a dignidade do aluno com ser social. O professor deve conduzir o aluno aos conhecimentos do mundo atual sem desprezar os conhecimentos anteriores. Adéqua-se ao mundo da tecnologia e reconhecer os conhecimentos que os antecederam. Deve-se sempre comparar as situações de aprendizagem do tradicional com a realidade, enfocando o avanço significativo dos conhecimentos dos dias atuais. O professor deve considerar o processo educacional como construção de formação do jovem e inserindo no mundo de transformações de conhecimentos tecnológicos e virtuais do seu futuro. E que cada escola é capaz de conduzir os seus educandos na perspectiva do sucesso da aprendizagem e identificá-lo sujeito da aprendizagem de mesmo surgindo da base da pirâmide, pode estabelecer a qualidade e quantidade de conhecimentos gerados pelas informações significativas organizadas para se obter o conhecimento e a compreensão das teorias educacionais, porque se usa a inteligência para elaboração dos projetos que possa valorizar o ensino-aprendizagem. Portanto a escola precisa projetar tarefas e desenvolver habilidades cognitivas interagindo as diversas áreas de conhecimentos no objeto virtual de aprendizagem estimulando o desenvolvimento pessoal e a criatividade do formando para o seu futuro profissional.

alderina disse...

O texto - Os objetos virtuais de Aprendizagem:ação criação e conhecimento, de Walter Spinelli mostra através da pirâmide de Machado, que aprendizagem acontece quando o aluno tem objetivos. Para alcançar esses objetivos o aluno precisa buscar e utilisar dados, processá-los e compreendê-los para que assim alcance seus objetivos. Ao falar em sala de aula sobre os males causados por uso do cigarro, um aluno que na família teve uma vítima deste mal, fez uma ótima explanação. Ao ser indagado sobre tanto conhecimento, o mesmo falou que pesquisou sobre o assunto em sits de busca. O acesso as tecnologias e um objetivo a ser alcansado facilitou na construção do conhecimento do aluno.
Os objetos virtuais de aprendizagem é uma metodologia criativa e dinâmica que permite o aluno construir e reconstruir seu conhecimento.

Leide disse...

O texto "os objetos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento de Walter Spinelli enfatiza a pirâmide informacional criado por Machado, está é composta de 4 partes(dados, informções, conhecimento e inteligência). Então para alcançar o patamar superior da pirâmide o professor deve estimular os alunos na leitura e interpretação de dados,convidá-los a analisà-los,organiz
á-los, relacioná-los, critiicá-los e a criar conhecimentos numa direção anteriormente determinada ou seja é preciso projetar.
Assim o uso correto dos objetos virtuais de aprendizagem ajuda o aluno na compreensão dos conteúdos abordados e amplia o campo de possibilidades para o desenvolvimento da capacidade criativa dos mesmos.
Mensiono o projeto: aprendendo e produzindo na escola, onde os alunos, com orientação da professora, produzem material de limpeza (desinfetante) e aprendem os processos de reações químicas que ocorrem durante a produção dos mesmos. Desta forma desmistifica o ensino de química, tornando-o prazeroso e interessante.

Reneilson disse...

O TEXTO OBEJTO DA APRENDIZAGEM: AÇÃO E CRIAÇÃO E CONHECIMENO de Walter Spinelli
trata das situações para condução do ensino apredizagem com a relaidade vivenciada pelos alunos trazendo informações e conhecimento proprios para ser introduzidas na piramide informacional,INTELIGENCIA,CONHECIMENTO,INFORMAÇÕES E DADOS,nesse sentido o aluno esta se projetando para o mundo virtual sem deixar de lado seus conheciementos primitivos.
Os Obejtos virtuais da aprendizagem nos proporciona um leque de informação e estudos para introduzir dentro das situações do contidiano, com o uso computador.

Francisco Carlos Rodrigues Santos disse...

O texto de Walter Spinelli- Os Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, Criação e Conhecimento,favorece a uma análise do fazer docente em meio a uma gama de tecnologias presentes no âmbito escolar e social em que os educandos e educadores estão inseridos.Interatividade, imaginação e criatividade guiam a concepção dos objetos virtuais de aprendizagem,para que se possa atingir o topo da pirâmide informacional no nível da inteligência, onde o educando será capaz de projetar.
Na minha prática como docente,tenho criado,pensado,processado e executado algumas situações de aprendizagem,entre elas posso citar as seguintes: O uso de textos:visando o debate, a reflexão,a produção textual,etc.A utilização de filmes e vídeos, articulados com os conteúdos trabalhados.A pesquisa na internet para ampliar as informações sobre temas específicos.E também os projetos sobre temas diversos articulados com outras disciplinas.Toda está didática tem como consequências bons resultados, pois percebe-se a formação de mentes pensantes.È admissível que o processo pedagógico é inacabado, mas acredito que estas ferramentas educacionais ajudam a fazer a diferença.

ORIEL RÊGO disse...

Oriel de Freitas Rêgo Neto
O texto de Walter Spinelli- Os Objetos Virtuais de Aprendizagem:
O objeto virtual de aprendizagem é todo artifício utilizado para uma melhor compreensão do contexto a ser aplicado. Com o crescimento acelerado de informações que chegam aos nossos alunos, temos que traçar nova estratégia de trabalho para buscar uma maior qualidade dos DADOS e levá-los a organização para chegar a INFORMAÇÕES onde buscando O CONHECIMENTO através compreensão e assim chegar INTELIGÊNCIA.
Buscaremos o censo critico do aluno e fazer com que ele próprio organize seu conhecimento.

Vania maria Galdino de Oliveira disse...

Objetos virtuais de aprendizagem: ação criação e conhecimento de Walter Spinelli é um texto onde mostra claramente a realidade em que nós professores vivenciamos no nosso dia-a-dia com nossos alunos. Nós procuramos todas as formas e meios de chamarmos atenção dos nossos alunos e muitas vezes eles mesmos como o próprio texto relata já chegam a sala de aula munidos de grandes informações que ainda não são assimiladas pela escola

Nós professores temos o dever de estarmos sempre em sintonia com a modernidade virtual para que possamos interagir com nossos alunos sobre as informações que ali eles encontram e trazem para a sala de aula , informações essas que muitas vezes são errôneas. Como o próprio texto mostra em relação a pirâmide informacional que partindo dos dados , temos as informações em seguida construímos o conhecimento apartir daí podemos projetar o que seria a capacidade inteligente do ser humano ( inteligencia)
Acredito que os objetos virtuais possam realmente buscar uma nova situação de aprendizagem fazendo com que os alunos imaginem, criem, construam ou formem conceitos para melhor ampliar a compreensão de seus significados

Lindomar Fernandes de Almeida disse...

Ao ler o texto de Walter Spinelli: Os Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, Criação e Conhecimento, podemos fazer uma reflexão sobre a forma sistemática para elaboração das nossas atividades a serem trabalhadas com nossos alunos, colocando em prática a pesquisa conforme os conhecimentos anteriores. E sempre procurar atividades que estimule as situações de aprendizagem e aperfeiçoamento pessoal de cada aluno de acordo com a sua própria realidade. Sabemos que temos que dar oportunidade ao desenvolvimento no processo educacional conforme as informações e conhecimento que o nosso aluno já possui e propor avançar estes conhecimentos através do acesso à informação e à comunicação virtual. Enfrentamos desafios cada dia, porque procuramos construir juntos com nossos alunos novas situações para construções de novos conhecimentos conforme o avanço da tecnologia. Pois Machado (2002), nós faz refletir sobre os dados naturais que são acumulados, através da qualidade, quantidade e das informações do significado e da organização dos conhecimentos por meio da compreensão e das teorias do dia-dia de cada um dos alunos. Precisamos analisar projetar dinâmicas práticas que favoreça a aprendizagem e a utilização dos objetos virtuais para valorização e desenvolvimento da nossa inteligência. E para possamos contribuir para o futuro de cada jovem que estiveram em nossa responsabilidade quando aprendiz.

Emanuel Genicleilton disse...

Os objetos virtuais de aprendizagem, ação ,criação e conhecimento
Não ha. Mais possibilidade para nos professores ensinar somente quadro é giz. Temos que preparar as aulas usando as ferramentas que nos são disponíveis: internet , laboratórios , filmes ,trabalho de campo, aulas passeios e outros. Essas variedades de ferramentas que temos hoje foi um avanço bastante significativo em relação á escola tradicional . Mas é consenso entre os professores que essas novas ferramentas não forem bem exploradas não cria efeito algum .Os alunos de hoje tema cesso a mais informações do que em outros tempos. Mas essas informações não garantem, por se só, uma aprendizagem sólida e duradoura, os conhecimentos devem ser organizados dentro do contexto que o aluno está inserido.
Para que o aluno atinja o patamar ideal que nos chamamos de inteligência ele tem que passar por varias etapas.

Os dados; são geralmente tabelas e gráficos veiculados na rede mundial de computadores. Acessar dados não significa que vamos compreendelos.

Informações; são dados analisados, processados e sistematizados, os alunos que temos dispõem de informações colhidas nos mais diversos meios de comunicações: radio, televisão, internet , revista e outros, essas informações não podem ser adotada para o pleno desenvolvimento dos alunos, pode ser, no maximo, o ponto de partida, informações não é conhecimento. As informações tem que ser compreendidas e analisadas de modo sistematizado e contextualizado.

Conhecimento; deve ser um objeto de trabalho pedagógico, não o ultimo, mas de muita importância, para que possamos atingir o conhecimento, perecíamos estabelecer uma conexão, entre os dados e as informações. Devemos analisar os dados compreender as informações fazendo a conexão com o dia-dia para dá sentido as informações, para que possamos adquiri o conhecimento.
O conjunto organizado da analise de dados entender as informações e adquire conhecimento, resulta no ser humano a inteligência, que é a capacidade do ser humano de projetar idéias.

Objetos virtuais de aprendizagem
Com o avanço da tecnologia especialmente com os computadores novas campos de aprendizagem tem sido criados, onde em outros tempos isso seria totalmente impossível, mas será que os alunos sabem realmente usar os recursos tecnológicos?
Ao mesmo tempo em que há varias vantagem no uso do computador, como pesquisas informações rápidas e outras , há também uma series de criticas como, os alunos podem não procurar outra forma de pesquisa, como livros, revistas,conversas informais e outros. Em linha gerais um objeto virtual de aprendizagem é um recurso digital reutilizável,que auxilia na aprendizagem, na imaginação e criatividade.

Estimulando criatividade e imaginação
Um objeto virtual de aprendizagem não é apenas a simulação de um experimento real.são situações que os alunos percorrem etapas, como se costuma dizer, envolve o aluno no contexto que exige compreensão de determinados conceitos científicos. Os resultados cognitivos ou simplesmente o sucesso de que projeta um objeto virtual, merece uma reflexão mais detalhada por parte do professor e do aluno.

O uso inteligente dos instrumento tecnológicos com o objeto virtual de aprendizagem ampliam o campo de possibilidades para o desenvolvimento da capacidades critica dos estudantes.

José Everton disse...

Devemos considerar os conhecimentos que os alunos trazem, mas cabe a nós professores, uma maior responsabilidade em orientar nossos alunos como separar o bom ou ruim nessa gama de informação que os meios de comunicação trazem.
Para Machado o conhecimento vem em pirâmide onde temos na base os DADOS, gerando INFORMAÇÕES; Da informação analisada criticando-as, relacionando-as, construímos o CONHECIMENTO, onde para garantir tudo isso é preciso PROJETAR, onde essa tarefa está resguardada no ultimo patamar, o da INTELIGÊNCIA.
Esse deve ser o objetivo maior, tanto de nós professores quanto de nossas escolas, o de alcançar o patamar superior da pirâmide.
Para isso devemos incentivá-los e motivá-los. Nós professores não podemos esquecer as ligações que há entre os conteúdos ministrados com a realidade e o cotidiano. Essa é segundo o autor a idéia de rede para a construção do conhecimento.
Com o crescimento das tecnologias, especialmente do computador aumentou a rapidez com que as pessoas chegam a uma informação, e isso não, é conhecimento. O computador está a serviço do conhecimento quando ele dispõe de um recurso digital capaz de fazer com que, estimule o desenvolvimento de capacidades pessoais, como por exemplo, a criatividade.
Esse é exatamente o papel que o computador deve exercer na educação como ferramenta pedagógica, o de estimular a criatividade.
“ O que diferencia, seres humanos, dos demais animais parece ser exatamente a possibilidade de criação”
(Walter Spinelli)

Jan Clay Valentim disse...

Spinelli leva-nos a refletir sobre prática pedagógica comum existente em escolas através de seu texto OBJETOS VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM. Ele Salienta que o atual alunado chega a cada dia em sala de aula munidos de dados e informações (coletadas em um mundo cada vez mais informatizado) não significativas para seu processo de aprendizagem-ensino. Segundo o autor apud Machado (2002), cabe a nos professores encontrarmos estratégias pedagógicas (Ex.: Objetos virtuais) para transformar no nosso alunado dados e informações no ápice da pirâmide informacional (Inteligência). Spinelli destaca que o desfio dos atuais educadores é maior do que em outros tempos, visto que não basta o professor saber utilizar os recursos virtuais na construção da aprendizagem, mas que ele deve estar preparado para analisar, organizar, relacionar e criticar tais conhecimentos.

neuza disse...

Segundo Walter Spinelli, Os objetos virtuais de aprendizagem foram criados como recurso didático digital para facilitar a aquisição da aprendizagem, formulação de conceitos e utilização dos conteúdos na vida prática do aluno. Dessa forma os objetos virtuais favorecem ao aluno a oportunidade de desconstruir alguns conceitos postos e reconstruí-los de acordo com o conhecimento adquirido, ou seja, sendo o mesmo, autor. O professor seria um facilitador da aprendizagem. O interessante é que um objeto de aprendizagem pode ser utilizado para várias disciplinas e, abordar questões diversificadas. No entanto, precisamos entender que o aluno vive num mundo rodeado de informações e, muitas vezes, estas, não são transformadas em conhecimento, se dissociam quando não há um direcionamento adequado.